quarta-feira, 14 de julho de 2010

O impacto das novas tecnologias na Esfera Pública.

quarta-feira | 14 de julho de 2010

Mudança é a palavra de ordem na sociedade da informação. Hoje, as grandes tendências no mundo corporativo e social convergem para uma ação participativa dos cidadãos por meio de ferramentas de mídia social. Assistimos à emergência de uma expressividade que irá ampliar e aprimorar o processo democrático. Redefiniu-se o papel do cidadão. Suas expectativas mudaram. Eles estão mais engajados e fazem parte do debate político e social. A internet oferece uma arena para troca e compartilhamento de informações.

No atual cenário, o cidadão passou a ter voz e opinião. Ele produz conteúdos midiáticos, sem a intervenção dos grandes veículos de mídias e de grupos de poder para a formação da opinião na sociedade, ampliando, assim, a autonomia sobre as discussões sociais.

A Internet já redefiniu as relações entre os consumidores e as organizações, promovendo um espaço para reclamar e ser ouvido. O consumidor tem voz, vez e espaço. Dessa forma, as organizações públicas já perceberam que os cidadãos necessitam e exigem uma comunicação direta e bidirecional com as instituições, para discutir temas relevantes da sociedade. Apesar da presença online destas organizações não representar um percentual tão significativo quanto em relação às instituições privadas, existem bons exemplos de atuação de órgãos públicos nas mídias sociais. No formspring, estão presentes o Governo de São Paulo e o Ministério da Saúde. No Twitter temos o @TREGoias, @tsejusbr, @STJNoticias, @governosp e outros perfis.

Atualmente, após o boom da campanha eleitoral de Obama, discute-se as influências do Twitter na área político-eleitoral e na formação política do cidadão. Será que a atuação de candidatos políticos no microblogging representará e constituirá uma interação democrática e participativa entre cidadão e esfera pública política instituicional?

Habermas define a esfera pública como o locus da comunicação; espaços nos quais as pessoas discutem questões de interesse comum, formam opiniões ou planejam a ação. Nesta esfera é promovido o debate racional com visibilidade pública e tomada de opinião. Para o autor, a esfera pública é capaz de captar melhor novos problemas, conduzir discursos expressivos de auto-atendimento e articular, de modo mais livre, identidades coletivas e interpretações de necessidades.

Nota-se, portanto, que os meios de comunicação de massa não disponibilizam este espaço de debate. Existe uma comunicação unidirecional que não compreende a participação e a interatividade entre os cidadãos. As mídias de massa trabalham com a teoria do agendamento, ou seja, selecionam o que será noticiado à população de acordo com os interesses do veículo de comunicação.

Deste modo, emergiu através das mídias sociais esta esfera pública virtual, capaz de promover o compartilhamento de informações através da interatividade, por onde os cidadãos podem manifestar suas opiniões e produzir seu próprio conteúdo. Mudou-se a comunicação entre o indivíduo e o meio. Isso permitiu que o fazer político não se restringisse apenas aos representantes do povo, mas qualquer indivíduo que queira manifestar sua opinião.

A emergência da esfera virtual nas mídias sociais amplia o potencial de acesso, participação e de inteligência coletiva entre os cidadãos. A nova dimensão de realidade e virtualidade propõe uma aproximação entre o cidadão e as instituições, transcendendo barreiras de espaço. Promove-se, assim, a participação democrática e as possibilidades de discussões políticas entre os cidadãos; um espaço de troca de ideias, onde os participantes podem indagar e introduzir opiniões de assuntos em geral.
_ _ _









* * *
O texto acima representa algumas ideias iniciais do meu projeto de conclusão de curso.

13 comentários:

GLaucinha França 14 de julho de 2010 17:25  

a Web e os novos rumos da comunicação!

Juliana Menezes 14 de julho de 2010 18:46  

A comunicação digital interferindo todas as esferas - social, política e econômica!

Ludimila Costa 15 de julho de 2010 11:31  

Primeiramente, parabéns pela escolha do tema para o seu TCC. Acho extremamente importante que os cidadãos e, principalmente, os gestores públicos que ainda resistem em aderir à comunicação digital, saibam da real importância desta prática nos dias atuais, como fortalecimento da imagem do governo, divulgação das ações realizadas, transparência e melhoria do relacionamento com a população.

Minha monografia também foi sobre comunicação na esfera pública, no TCE-GO, no âmbito interno, e fiquei bastante satisfeita.


Conheça o meu blog: www.ludscosta.blogspot.com

Boa sorte!

MakeCom 15 de julho de 2010 13:19  

Juliana, muito bom o post.
E me parece uma ótima ideia para um TCC, já que as mídias socias deram um tremendo boom!

Agora o que precisa acontecer são as organizações, e até mesmo os políticos, se conscientizarem que não basta só encher o Twitter de informação e não responder aos internautas suas dúvidas.

Bom, agora é esperar para ver o que será das campanhas eleitorais nas mídias sociais, o quão abusivas ou não elas serão.

Abs.
Maira - MakeCom

Juliana Menezes 15 de julho de 2010 14:12  

Maíra, com certeza. As organizações e políticos precisam mesmo se conscientizar que o Twitter e outras mídias sociais são canais p/ troca de ideias, compartilhamento de informações e que o princípio básico é a INTERATIVIDADE. Não adianta ter um canal unidirecional.

Fernando Alves 15 de julho de 2010 14:42  

Ótimo artigo. Precisamos rever os conceitos da comunicação pública (não confundir com política)praticada no Brasil e voltá-la para sua função principal que é a construção de cidadania. Com certeza as mídias sociais e alternativas são ótimas ferramentas para divulgação de idéias e serviços.

MakeCom 15 de julho de 2010 16:02  

Realmente, Juliana.
Mas, são pouco, hoje, que entendem de interatividade e troca de informações, né!?
Ás vezes chega a dar até desgosto de ver alguns tweets. rs

Abs.
Maira

Juliana Menezes 15 de julho de 2010 17:19  

Nossa Maira, me seguro e muito para não dar bastante 'Unfollow' no twitter! haha

Alguns candidatos utilizam o twitter para ridicularizar outros candidatos. #fail
Ou insistem em ficar apenas divulgando a agenda de eventos e não promover um diálogo.

Mas ainda acredito que temos bons exemplos, porém poucos. A proposta de usar as Mídias Sociais como instrumento de relacionamento entre candidato e eleitor é uma novidade no Brasil (Incluída na Reforma Eleitoral ano passado). E os políticos estão aprendendo com os erros e acertos. Vamos esperar outubro para fazer um balanço geral!

Carol® - ApReNdEnDo A ViVeR... 18 de julho de 2010 18:33  

Olá comunicólogos, como estão?
Acredito que o assunto MÍDIAS SOCIAIS é um dos mais comentados atualmente.
Conforme fui lendo o post logo pensei em Habermas é é claro que não poderíamos falar de Esfera Pública sem citá-lo. Acredito que blog, twitter, formspring e tantas outras mídias são por mim consideradas uma nova "forma" de Esfera Pública.
Hoje, podemos dizer que nasce um novo termo. Li um artigo da jornalista Juçara Brittes que cita as PCMC´s: PLATAFORMAS COMUNICATIVAS MULTIMIDIÁTICAS CIBERESPACIAIS (ufa), ou seja, a INTERNET.rs.
Para lerem-no por completo: http://www.bocc.uff.br/pag/brittes-jucara-revitalizacao-esfera-publica.pdf . Vale a pena ler ;o)

Se me permitem, deixo uma questão: PODEMOS CONSIDERAR A INTERNET COMO UMA NOVA ESFERA PÚBLICA , OU SEJA, COMO DIZ JUÇARA, UMA NOVA FORMA DE "TROCA PÚBLICA DE OPINIÕES"?

Abraços a todos!!!
Carol Rosa®

Carol® - ApReNdEnDo A ViVeR... 18 de julho de 2010 18:47  

Juliana, me desculpe.....
A princípio, minha intenção era elogiar o seu post, pois acredito que esse é um assunto a ser discutido, e muito. Depois ia fazer um comentário sobre Habermas, PCMC´s, enfim...rs...falo muito...rs
ADOREI O POST!!

Beijos Juliana!
Caro, Rosa®

Juliana Menezes 18 de julho de 2010 21:25  

Carol, estou trabalhando com esse tema do post na minha monografia. Acredito sim que estamos presenciando essa esfera pública digital, onde se tem um debate mais democrático do que nas mídias de massa!

O artigo da Brittes é muito bom, já vou incluir ele na minha bibliografia.

Se vc quiser discutir mais sobre o tema, meu e-mail é julianamenezesrp@hotmail.com!

Obrigada!

Juliana 30 de outubro de 2010 19:09  

Olá!
Por favor, alguém saberia me indicar livros sobre comunicação e RP na esfera pública?
Obrigada!

Ocappuccino.com 1 de novembro de 2010 11:22  

Juliana. Este é o e-mail da autora do post julianamenezesrp@hotmail.com. Sugiro que encaminhe um texto a ela, pois ela deve saber indicar livros para a tua pesquisa.

Mateus
@ocappuccino

Related Posts with Thumbnails

RPs blogs e blogueiros

Outros blogs e blogueiros

  © Ocappuccino.com :: Desde junho de 2008 - Porto Alegre - RS - Brasil | contato@ocappuccino.com | @ocappuccino |

Home