sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Eu enxergo o que você sente.

sexta-feira | 4 de dezembro de 2009

Feedback é definido como uma via de mão-dupla. Um mecanismo de retorno, de resposta obtida a partir de uma ação. Feed = alimentar + back = voltar. Ainda é uma troca de interações, de pontos de vista, que podem ser interpretadas de uma forma positiva ou negativa. Dá pra lembrar ainda das aulas de Introdução à Sociologia no início do curso. Maturana, pela década de 70, cunhou o termo autopoiesi na biologia, que era a capacidade dos seres vivos de produzirem a si próprios. Depois Luhmann, nos anos 80, levou esta definição para as ciências sociais, com todo o conceito de retroalimentação dos processos nos sistemas, é a teoria dos sistema.

A teoria dos sistema diz o seguinte: é preciso enxergar o envolvimento do todo e não de cada elemento separado no processo. Na prática é + ou - assim: nós conseguimos entender o funcionamento de um carro ao perceber as peças montadas e o carro pronto, mas se observássemos só as peças separadas, talvez não compreenderíamos que se trata de um carro. Este exemplo também vale para as organizações. Mas de todo este papo chato, o que interessa da teoria dos sistemas é o conceito de retroalimentação, porque retroalimentação é feedback e feedback é relações públicas.

Na boa, pra mim feedeback é a definição em uma palavra de relações públicas. Hoje não se resume tudo em 140 caracteres? Pois eu resumo tudo em 8 caracteres. F E E D B A C K. Uma palavra. 8 caracteres. Mas não estou falando do feedback de enviar cartão de feliz aniversário para os clientes. Eu falo de saber que o cliente vai virar papai, e mais que é de uma menina. Ou que o filho da cliente passou no vestibular, e mais que é para medicina. Ou, saber que o cliente adora Stephenie Meyer e o Crepúsculo está em promoção na livraria.

É simples, é o clichê da música, é o Eu enxergo o que você sente. (Vocês vão entender tudo quando ouvirem a música) RPs precisam promover diariamente esta retroalimentação. RPs precisam diariamente de feedbacks verdadeiros. Não precisam de pesquisa de opinião, não precisam de caixa de sugestões ao lado do cafezinho, não precisam enviar e-mail agradecendo a participação na palestra. Não basta saber a data de aniversário do cliente e também não basta enviar cartão de Natal. Não acreditem em livros de auto-ajuda corporativos, acreditem no que a senhora atriz do clipe fala aos 3min19: relacionamento é uma arte. E promovam esta arte.

Saber receber e entender feedbacks é essencial. É um auto-aprendizado que vale a pena. Para quem consegue aproveitá-los, são uma ótima fonte de correção e renovação. E podem acreditar, ver a mesma situação por um ponto de vista novo faz uma grande diferença.

E cá entre nós, existe exemplo melhor de feedback do que o exercício diário de uma relação a dois?

Feedback
Nenhum de Nós
Composição: Martha Medeiros

Eu enxergo o que você sente
Mas você responde com a boca: não
Sua boca diz que não
Mas quando não diz nada
Me beija sim
Depois do beijo olho de novo em seus olhos
E vejo sim
Seus olhos dizem sim

Você retira a mão do meu rosto
Me pede perdão: não
Me beija de novo como quem suplica
O silêncio que diz sim
Te abraço então, agora é o teu corpo
Que diz não
Teu corpo diz que não

Você pede que eu volte
E nessas idas e vindas
O amor enfraquece
Até o fim
Enfraquece até o fim
_ _ _

20 comentários:

Marcia Ceschini 4 de dezembro de 2009 12:09  

Parabéns pelo texto e pela escolha do assunto.
Realmente dar feedback é uma prática de pouco uso.
Um abraço.

A Bordo 4 de dezembro de 2009 12:18  

Um jeito descontraido de entender o feedback.
Eu adoro receber, mas sei o qdo é difícil receber qdo negativo.

Um dia teve uma palestra no serviço, aquelas de motivação e essas coisas, teve uma hora que o palestrante estava falando que 98% das pessoas não sabem receber feedback, nem positivo e nem negativo.
Qdo positivo sempre cortamos a pessoa e falamos - "Claro que não, imagina". Isso é errado, temos que reconhecer nosso potencial.
Qdo negativo, sempre 'retrucamos' antes da pessoa terminar o pensamento, sempre achamos que a pessoa está errada.. Isso tbm é não está certo, ngm pe perfeito e a melhor maneira de se receber feedback é ficar calado e depois colocar suas considerações.

Gostei bastante da explicação dele e agora esse post para complementar.

Muito bom.

Abraços,
Belle

Fernanda Fabian 4 de dezembro de 2009 12:18  

O texto me fez lembrar de uma leitura que deveria ser obrigatória pra RP's, uma lição e tanto de feedback "Abrace seus clientes" de Jack Mitchell.
Ele conta fatos incríveis, li quando estava começando na faculdade e me abriu muito os olhos. Vale a pena ler, ainda mais que é um livro baratimm baratiim!

Promove's 4 de dezembro de 2009 12:45  

Tem coisa que é claro e a gente não encherga, como foi dito no comentário do A Bordo, a gente não sabe receber feedback nem positivo, nem negativo, fazemos isso o tempo todo, cortar quem está dando o feedback.

E me parece que isso fica ainda mais complicado detro das organizações. Pois como foi dito no post, não basta enviar cartões de natal e aniversário.

Parabéns mais uma vez ao Ocapuccino, com mais um post de grande relevância.

Ju M. Olinto
Equipe Promove's

Jéssica 4 de dezembro de 2009 12:57  

Olá, Mateus!
Excelente post! Feedback é algo essencial, principalmente para nós RPs!

Obrigada pelo comentário no meu blog.
Bjs, Jéssica

Alanna Costa 4 de dezembro de 2009 12:58  

Muito bacana o texto! Parabéns

bruh f. 4 de dezembro de 2009 15:19  

Ótimo o texto e a relação dele com a música..uma forma de entender melhor o que é feedback, e trazer esse sentimento como um relacionamento a dois para a vida profissional do RP.

Só não gostei da parte no twitter que fala 'para ler abraçadinho', kkkkk!

Abraços, Bruna Franco.

Mais Integração 4 de dezembro de 2009 18:34  

Adorei o assunto e como foi abordado!

Parabens prometo que comentarei sobre feedback no meu blog tambem!

Ocappuccino.com 4 de dezembro de 2009 20:19  

Muito obrigado gurias pelos comentários. 'Para ler abraçadinho' é bonitinho né Bruna?!?! hehehe

MATEUS

bruh f. 4 de dezembro de 2009 22:49  

é bonitinho pra quem tem alguém pra ficar abraçadinho, kkk!
Coisa mais de tia solteirona eu né!
;P

Líviarbítrio. 4 de dezembro de 2009 23:09  

Ótimo texto, muito boa visão, linda música: uma abordagem diferente. Enxergar comunicação, RP na música, na arte!

Perfeito.

Parabéns mais uma vez.
Abraços,

Lívia Brito.

Karla Guimarães 5 de dezembro de 2009 12:12  

Mateus, obrigada por ter passado no blog da Innova, desculpe a resposta atrasada, é que realmente vai chegando fim de curso e as coisa vão se complicando um pouco..
Passei para deixar meus parabéns a vc e a tds que compõe O Cappuccino, um grande abraço e fico feliz por saber a qualidade dos futuros profissionais de relações públicas que estão se formando, o que valoriza ainda mais a nossa querida profissão.

Anônimo 6 de dezembro de 2009 15:36  

Hi !.
You re, I guess , probably curious to know how one can make real money .
There is no need to invest much at first. You may commense to get income with as small sum of money as 20-100 dollars.

AimTrust is what you thought of all the time
The firm incorporates an offshore structure with advanced asset management technologies in production and delivery of pipes for oil and gas.

It is based in Panama with offices around the world.
Do you want to become a happy investor?
That`s your choice That`s what you wish in the long run!

I feel good, I began to get real money with the help of this company,
and I invite you to do the same. It`s all about how to select a proper companion utilizes your money in a right way - that`s AimTrust!.
I earn US$2,000 per day, and my first investment was 500 dollars only!
It`s easy to join , just click this link http://jovuhubun.mindnmagick.com/ogijuhym.html
and lucky you`re! Let`s take our chance together to feel the smell of real money

Cristiano Borges Franco 7 de dezembro de 2009 07:30  

feedback sobre o teu texto:

SHOW DE BOLA

adoro Sociologia - adoro o Nenhum de Nós - e o texto trouxe isso de uma forma bem tranquila.

Abraço Mateus.

Fábio Costa 22 de julho de 2010 11:31  

Cara, genial. Essa frase DEFINE.

Composição muito inspirada, bem como a sua referência para falar sobre nossa prática.

Parabéns!

Ocappuccino.com 22 de julho de 2010 11:49  

Obrigado Fábio pela visita e pelo elogio. É assim que eu enxergo as relações públicas.

Abraços
Mateus
@ocappuccino

Fabio Betti 22 de julho de 2010 17:35  

Excelente reflexão! Mas, se me permite um feedback, achei a música e o clipe sofríveis...

Ocappuccino.com 22 de julho de 2010 17:44  

Obrigado Fabio. E a letra e a música são liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindas :D

Mateus
@ocappuccino

Conhecimento e Informação 30 de julho de 2010 19:34  

Olá amigos!

Quero pedir milhões de desculpas de não conseguir postar como antes. Saiba que sempre que posso adoro acompanhar as idéias e esta aproximação tão perfeita com área de RP.

Admiro o trabalho de vocês acima de tudo e aproveito a ocasião para elogiar este lindo post.

Obrigad, Obrigada, Obrigada por este cuidade tão perfeito com a nossa profissão.

Trilhões de abraços

Sueli

Ocappuccino.com 31 de julho de 2010 12:28  

Obrigado Sueli. Sempre que tiver um tempinho, passa por aqui.

Mateus
@ocappuccino

Related Posts with Thumbnails

RPs blogs e blogueiros

Outros blogs e blogueiros

  © Ocappuccino.com :: Desde junho de 2008 - Porto Alegre - RS - Brasil | contato@ocappuccino.com | @ocappuccino |

Home