quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Modernização e ampliação de cenários: o RP nos meios digitais.

quarta-feira | 25 de novembro de 2009

A mais nova da equipe Ocappuccino.com é a Fernanda Fabian, a Fê. É estudante de RP; aspirante a analista de comunicação; um planejamento de marketing ambulante. Aquela que deseja o saber da internet, ou curiosa por ela, como queira: é louca por novidades na web - e fora dela. É fascinada em redes sociais, blogs e sites. Aliás, fascinada em comunicação. Em um mundinho só seu, repleto de livros, anotações, links, músicas novas e os clássicos do rock n' roll (e da Cachorro Grande), ela viaja por mundinhos alheios e constrói inúmeras relações entre eles. Incessante, interessante e simpaticamente apaixonante.
A temática é bem abrangente e de ampla discussão: como perceber um cenário em constante mudança, em que precisamos compreender o que o consumidor de fato quer; atender as necessidades da política das empresas; identificar os reflexos de um simples comentário na rede, ao tempo em que verifica-se as necessidades de comunicação da organização; tratar com públicos totalmente variados (interno, externo...); criar e gerenciar um relacionamento com a mídia e com a comunidade; fortalecer ações on line e off line, e, pensar em como desenvolve-las a curto e longo prazo; estar sempre atualizado sobre assuntos que vão desde a política, marketing à comportamento na novela das 20h.

O RP de hoje precisa ser muito mais do que aprendemos em sala de aula, ele precisa ser totalmente flexível a mudanças e aos reflexos do mercado. E esse é um dos privilégios de relações públicas: não possuir um único foco e uma única forma de trabalho. É preciso saber ouvir e experimentar novas ferramentas, novos meios, novas informações. Principalmente para não correr o risco de o seu cliente falar em algo que você desconhece e acabar passando por desinformado.

Um dos caminhos mais acessíveis para isso tudo é a internet, mais especificamente as redes sociais. No dia 4 de setembro deste ano, o portal Mundo do Marketing publicou um levantamento realizado, que mostrou que as redes sociais são responsáveis por 62% do tráfego na internet brasileira.

Outra pesquisa de grande relevância e que vem ao encontro deste post, foi a divulgada pelo Valor Econômico no dia 6 de novembro. Foi feita com 1.277 internautas que escrevem com frequência nas redes, entre blogueiros e twitteiros brasileiros, e apontou que as redes mais acessadas por essas pessoas são o Twitter (68%), Orkut (63,1%), YouTube (28,7%), Blogger e Blogspot (25,9%). Ainda conforme o estudo, 90,1% dos usuários entrevistados usam a internet para pesquisar sobre produtos e serviços antes da compra; 79,3% fazem compras em sites e 42,9% recomendam o produtos e serviços nas redes sociais. As críticas são inseridas em todas as redes. No Twitter, 27,8% dos internautas criticaram marcas; o percentual de consumidores reclamantes foi menor nos blogs (15,1%), no Orkut (15%) e no YouTube (6,9%).

Essa é só uma dentre tantas outras pesquisas que comprovam que as redes sociais não são um simples modismo, mas sim uma forte tendências (alias, está sendo) para a comunicação. Nenhuma novidade até aqui para muitos não é? Mas quantos de nós está executando, de fato, na prática essas discussões? Ouve-se muitos cases de sucesso, praticados, muitas vezes por publicitários e marqueteiros, e os RPs? Sei que existem vários que utilizam dessa pratica, mas poucos créditos são refletidos às Relações Públicas. Um exemplo real foi o realizado pela Rede Globo e pela agência LiveAD, e foi premiado no Festival de Cannes: Mil Casmurros. Como muito bem apresentado aqui no blog anteriormente.

As mídias sociais são um canal infinito de possibilidades, e isso você descobre explorando elas. Não há um passo a passo ou guia definitivo, a criatividade é a sua maior, e melhor, ferramenta neste caso. Explorar novos caminhos, criar novos focos, interagir e planejar de forma efetiva e, principalmente, pesquisar sobre os públicos em questão e sobre as redes em que está sendo inserido o conteúdo são as melhores formas de ser obter uma aproximação com esta que é mais uma opção para os RP’s, as redes sociais.
_ _ _

6 comentários:

Chico Montenegro 25 de novembro de 2009 13:50  

Show de bola

O post é mto bom e com ctz não seria diferente, a Fernanda escreve muito bem e expôe as idéias como ninguém.

Parabéns Fê ... Blogueira desde criança ja!

Chico
www.midiaboom.com.br

Teteu 25 de novembro de 2009 17:27  

ótima estreia. belo texto Fê, só discordo quando afirma que 'criatividade é a sua maior, e melhor, ferramenta neste caso'. Na minha opinião é a pesquisa de público, é conhecer para quem comunicamos. Sergio Valente afirmou em palestra semana passada que nao basta mais saber se o target é 'homens, de classe A, de 40 anos', pois os hábitos de consumo variam muito nestas definiçoes.

Clube do RP de Pernambuco 26 de novembro de 2009 12:13  

Bom, o que falar de um texto com conteúdo extremamente relevante, importante e fundamental para profissonais de RP?

Realmente esses dados nos dão, ao menos, um panorama geral do que são as redes sociais e sua importância na gestão de relcionamentos on e off line.

Gostei quando a Fernanda falou sobre a importância de saber ouvir, experimentar novas ferramentas, novos meios de informação.

Ótimo texto Fernanda, parabéns!!

Ocappuccino.com 27 de novembro de 2009 16:49  

Chico, 'roubamos um pouquinho' a Fernanda do Midia Boom hehehe. Danilo, resumiu muito bem a qualidade do texto da @fernadaf, ela estreiou muito bem.

MATEUS

Vane Gomes 27 de novembro de 2009 16:50  

Concordo com a maioria das colocações. Mas só queria esclarecer que as redes sociais não são nem modismo, nem tendências, mas sim um fato concreto e real. Só tomem cuidade na hora de explora esse "mundo", pois algumas regras do off line continuam valendo no on line e uma delas é o respeito com os clientes. Não se pode simplismente invadir o espaço do usuário de redes sociais e ficar bisbilhotando o perfil dele como quem revira lixo. Outra coisa e que antes de mais nada é preciso saber o que se quer ao participar de uma rede social enquanto empresa, ou ainda saber o que se deseja buscar ao pesquisar o usuário... Pois sair a "lá loca" fazendo tudo o que der na telha na rede não é bem assim. Lembrem que a internet é um ambiente incontrolável e imprevisível.
Abraços, Vane

Anônimo 22 de dezembro de 2009 08:12  

into belonging complexity dalamal editorial continents weapon weight smug xksnke means
semelokertes marchimundui

Related Posts with Thumbnails

RPs blogs e blogueiros

Outros blogs e blogueiros

  © Ocappuccino.com :: Desde junho de 2008 - Porto Alegre - RS - Brasil | contato@ocappuccino.com | @ocappuccino |

Home